ÀS VEZES ESCOLHEMOS UM CARGO. OUTRAS VEZES O CARGO NOS ESCOLHE!

E aí, pessoal! O papo de hoje tem esse título aí mas também poderíamos chamar de NUNCA NOS ACHAMOS PREPARADOS PARA FAZER UMA PROVA, ou então… MANTENHA-SE INSCRITO. Bem…vamos ao que interessa.

Estava conversando dia desses com uma colega, a Maitê, e ela disse: “se eu estivesse estudando há mais tempo eu faria o concurso da DPU”. Daí que lembrei de um caso ocorrido em 2000.

Eu era Auxiliar Judiciário no TJRJ, tinha acabado de me formar, e estava estudando para concursos de Analista. Foi publicado o edital do MPRJ e a Promotora do Juízo me perguntou se eu faria o concurso do MP. Eu disse que não, pois não me sentia preparado à altura de ser aprovado naquele concurso. Daí ela me disse o seguinte:

– Marquinho, mantenha-se inscrito! Quando nos inscrevemos em um concurso, estudamos mais, com a “ameaça” da prova iminente. Em relação a se achar apto ao cargo, eu passei para Promotora de Justiça em MG e no MPRJ, e na Magistratura do RJ, achando que ainda não estava tão bem preparada para passar. Deixe que os examinadores digam se você está apto ou não. Se o examinador disser que você não está pronto, você volta no próximo concurso. Se eles disserem que você está preparado, excelente! A sua opinião é totalmente desimportante nesse processo. Vai prevalecer a opinião deles. Então, deixem que eles avaliem isso! Aliás, eles estão lá exatamente pra isso!

Depois desse dia eu sempre estava inscrito em algum concurso. Sempre! É claro que não podemos estudar para todos os concursos (mas isso vai ser objeto de outra postagem). Mas podemos, sim, fazer qualquer concurso.

E vou confessar uma coisa pra vocês: eu passei para Procurador Federal e Defensor Público Federal: aquele cargo eu escolhi (eu queria muito passar na AGU). O cargo de defensor me escolheu (eu nunca pensei em ser defensor). Só passei pois estava sempre inscrito em algum concurso. Se o certame para procurador houvesse saído antes, eu sequer teria feito minha inscrição para a DPU. E passei nesses dois cargos achando que ainda não era minha hora. Quando saiu o resultado da objetiva eu pensei: “das discursivas não passo”! Quando da preparação para as provas orais eu brincava com os colegas: “os examinadores vão descobrir que eu sou uma farsa”. rsrs. Enfim, sempre nos achamos muito longe do ponto da aprovação. Mas nossa opinião é absolutamente desimportante.

Moral da história: estudem e mantenham-se inscritos! E… Maitê: @estudagordinha! E inscreva-se!

Grande abraço, vamos em frente e contem comigo para o que precisar.

 

Dominoni